terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Não que eu me importe com o que os outros vão dizer.
Você sabe que eu não ligo pra isso, nunca liguei.
Não é esse meu medo.
Eu tenho medo desse sentimento, se existe sentimento.
Eu tenho medo de ainda te amar, mas não deixar transparecer e acontecer por não querer sofrer tudo outra vez.
Eu tenho medo de não te amar mais, mas querer que esse amor exista apenas pra suprir a minha necessidade de romantismo exagerada e pra acreditar que poderia dar certo, e que ainda pode.
Eu tenho medo abrir as portas pra você mais uma vez e vê-lo entrar, acomodar-se, bagunçar tudo e depois ir embora deixando a parte mais difícil pra mim, me reorganizar.
Talvez você diga, os outros digam que eu sei brincar com palavras, mas nunca aprendi a brincar com sentimentos. Não sei fazê-lo ir e vir ao meu bel prazer como um iôiô que a gente joga e puxa quando quer.
Eu quero, talvez eu queira mais que tudo acreditar nas suas palavras. Acreditar na sua necessidade e me fazer ser seu salva-vidas intencional.
Talvez eu queria mais que tudo que você realmente precise de mim, e que eu possa ser a única a te ajudar, porque isso seria satisfatório para nós dois.
Talvez eu ainda te queira, tanto, daquele jeito de querer monopolizá-lo, tê-lo pra mim, em mim, preso enquanto está livre, porque eu quero que você queira se prender a mim.
Eu quero?
Talvez eu queira esses olhos focados em mim de forma que eu possa ver apenas o meu reflexo neles.
Talvez eu ainda te ame... Mas como eu posso ter certeza? Se você vai e vem como as ondas do mar?
Talvez eu ainda te espere... Mas vai demorar muito pra você voltar?
Porque tudo é muito incerto... E o talvez pode pesar pro não a qualquer hora.
Acho que tudo depende de você...
Talvez seja isso... Depende de você.
Eu espero de você...

4 comentários:

mille. disse...

ai, depender da outra pessoa, e a outra fica de cá esperando, esperando... e muitas vezes pode nem valer a pena, ou as vezes só vai ficar esperando... esperandoo....

belo textoAmanda :*

beijãooooooo :*

♦ Stephanie ♦ disse...

É muito ruim auqndo alguém não leva nossos sentimentos à sério. Também nunca soube brincar com eles. Acho que ninguém deveria nem sequer pensar em aprender.
Mas sei lá.. Acho que ficar esperando muito cansa. Mas cada um sabe do seu próprio coração. Até porque as coisas são diferentes pra cada pessoa. Tempo, amor, dor. Sentimentos.
E sim, você tem sentimentos. É o que parece quando leio o que você escreve.

Te desejo paz.
Grande abraço.

Arlequim disse...

o medo fode tudo!
E quem está lhe dizendo isso não é o Arlequim, não, é a Camila Medrosa pra Caralho!
Fode tudo!
hahaha
Mas o que fode mais é deixar a vida na mão do outro. VOCÊ tem que se decidir, a vida não espera.
(nossa, to ficando velha.. haha)
Beijos, Amandinha linda linda.

Rony disse...

a parte mais difícil é depender do outro, não deixe que dependa. Vá e busque o seu objetivo, se é isso que realmente quer, lute e não espere