sábado, 31 de janeiro de 2009




Então... Esses selos me foram oferecidos novamente pela Senhorita Albano.
Fico EXTREMAMENTE agradecida e honrada... E please, não tenha inveja dos meus poemas, minha fofa. Os seus são divinos *-*
E peço desculpas por não seguir à risca as regras ^^'


Por falar em poemas... Aqui vai mais um dos meus xD

É assim, no silêncio noturno
que eu busco descrever meticulosamente
o sentimento que apoderou-se de minha mente.
É entre rabiscos e tentativas frustradas
que espero encontrar o complemento
desses versos desprovidos de talento.
É por causa de um desejo tentador
que percorre em meu ser,
que eu tento desesperadamente alcançar-te o coração
através de um sussurro inaudível.
É por causa desse sentimento
que invadiu-me o corpo
que agora escrevo delirantemente
tendo como única companheira a insônia.
É por ti, e somente por ti
que meus pequenos fragmentos de alma
unem-se para em teu nome formarem
esse sentimento devastador e indescritível
chamado de amor!!!

5 comentários:

Saori/Lulu disse...

Lindo poema!!

Há, Amanda vc já assistiu o filme do Miyavi (Oresama)?!
Já tinha ouvido falar desse filme, mas nunca assisti ((pra falar a verdade não tenho vontade de assistir)). Enfim, quando li esse poema não sei pq me lembrei do filme dele. Fui procurar algum site, só q não achei.

- Oresama
Sinopse: Miyavi é um músico de muito sucesso no ano de 2003. Um dia ele é agarrado por várias fãs e acaba tendo que fugir em uma van, após adormecer dentro da van, ele acorda no ano de 1984. Nesse ano (1984) ele acaba por conhecer um músico e faz amizade com ele e juntos montam uma banda. Mesmo assim, ele sabe que tem que dar um jeito de voltar para o presente. No meio de toda essa confusão ele acaba encontrando a si mesmo quando pequeno e acontecem muitas outras situações divertidas. O filme foi baseado nas experiências do próprio Miyavi no mundo da música.

Se vc não assistiu, acredito que vai gostar muito! *não sei pq 8D*

Bye!!

Roberta Albano disse...

"versos desprovidos de talento"
que absurdo é esse?
hehehe, tá ótima a poesia
bem empolgante

e pode deixar que a inveja que sinto é uma inveja de reconhecimento do seu talento e não uma inveja do tipo "tomara que quebre o braço pra nunca mais escrever" XD
deixar bem claro né :P
tudo bem pelas regras ;P
eu ate gosto das correntes de blog assim
mas corrente de e-mail...

Danielle Cristina disse...

Você está de parabéns, lindo poema!
adorei o blog, saudações! (:

Danielle Cristina disse...

tem um meme para vc responder lá no meu blog! (:

Arlequim disse...

êba! Vou responder ao Meme na proxima postagem do blog; assim espero. haha
Lindo poema.
Sou craque em frustração, rabiscos e insônia. Se precisar de ajuda, dá um toque. rs
Beijão!